Coloque no seu Site

sábado, 30 de junho de 2012

Perdidão?? Jamais!!!

Perdidão??? Não!!!
Jesus Cristo é a saída!
Compartilhe no Facebook! Clicando Aqui

Leia Mais ►

quarta-feira, 27 de junho de 2012

É Verdade que o Louvor faz milagres?


É possível vencer louvando? Sim! Porque quando louvamos a Deus o dono e autor de nossa historia, somos vencedores em todas as lutas.  Gostaria de fazer uma breve reflexão, com todos vocês leitores sobre a vida de um rei obediente e submisso a voz de Deus, Estou falando do rei Josafá. Este talvez tenha sido o primeiro rei avivalista-reformador de Israel que teve exito no seu empreendimento.
Este relato ao qual me refiro inicia-se no 1° livro das crônicas no capitulo 20 e versículo 1. O rei ouviu a noticia de que uma grande multidão vinha de encontro a ele para guerrear. No inicio houve o medo, que em minha concepção já era um projeto de Deus para que Josafá ficasse em total dependência de Deus. As vezes somos pegos por situações como estas em que não temos o que fazer e nem onde recorrer a não ser ao Deus dos céus. E foi exatamente isto que o rei fez veja abaixo a linda oração deste servo:
         
      "Ah! SENHOR Deus de nossos pais, porventura não és tu Deus nos céus? Não és tu que dominas sobre todos os reinos das nações? Na tua mão há força e potência, e não há quem te possa resistir.[...] Ah! nosso Deus, porventura não os julgarás? Porque em nós não há força perante esta grande multidão que vem contra nós, e não sabemos o que faremos; porém os nossos olhos estão postos em ti."  2 Crônicas 20:6,12.






 E exatamente na total dependência de Deus foi que saiu a resposta, o próprio Jeová traçou o plano da guerra e falou uma das frases mais conhecidas da bíblia na presença de todo o povo de Israel, " Nesta batalha não tereis que pelejar; postai-vos, ficai parados, e vede a salvação do SENHOR para convosco" 
2 Crônicas 20:17 

 Embora muitos não acreditem, nosso Deus traça planos e projetos em nossas vidas no momento em que pensamos que esta tudo perdido, mas para isso devemos recorrer ao trono celestial e pedir orientação para todas as nossas causas. O próprio Deus guerreou a batalha quando o povo louvava o seu santo nome. E através do louvor todos os israelitas foram livres da ameaça moabita porque o próprio Deus entrou na guerra.
O louvor quebra grilhões, libertando o oprimido e restaurando vidas através da sinceridade e confiança depositada no Deus de Israel.

Louvemos a Deus e ele fará grandes proezas através de nossas vidas.
Leia Mais ►

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Versículo se Cumpre!!! LEIAM !

Incrível!!!
Confiram, se Cumpriu!!
Se cumpriuuuu, se cumpriuuu !!!
Veja galera, se cumpriu...
Confiram em João 7:53
Compartilhe esse post no FACEBOOK, Clicando Aqui
Leia Mais ►

sexta-feira, 22 de junho de 2012

História da adoração – A violência na família

“Disse, porém, Caim a seu irmão Abel: ‘Vamos para o campo’. Quando estavam lá, Caim atacou seu irmão Abel e o matou” (Gên 4:8) – NVI
Adão e Eva viviam fora do Jardim do Éden. Trabalhavam todos os dias e a cada sete dias, conforme o mandamento, santificavam o sábado. O mandamento está escrito em Gên. 2:1 a 3.Agora a felicidade de sua vida estava fundamentada num único ponto: a esperança da vinda deJESUS, O Messias, para libertá-los da morte eterna.O que seria essa morte? Eles nem sentiam nos primeiros anos, mas aos poucos estavam envelhecendo. Um dia viram as folhas de uma determinada árvore mudar de cor. Poderosos observadores como eram, pois ainda lhes sobrou a inteligência original, perceberam que se tratava de algo estranho. Periodicamente iam conferir aquelas folhas, e um dia desses viram que algumas estavam se desprendendo da árvore e caindo ao chão. Viram como elas secaram. Ali estava a morte. Isso os assustou. Morreriam assim? Como um deles iria morrer? E o que fariam com a pessoa morta?
Enquanto aos poucos viam a natureza se degenerar, mais desejavam que lhes nascesse um filho, pois, conforme a promessa, poderia ser O Messias prometido. Pois Eva engravidou, e nasceu um menino. Seria este o Messias? Deram-lhe o nome de Caim. A expectativa era grande. Ao crescer, poderiam descobrir que era O Messias, então teria vindo a salvação até eles. Não muito depois, nasceu outro menino, e deram-lhe o nome de Abel.
Eles cresceram. Ficaram homens. E trabalhavam como os pais, Caim lavrava a terra e Abel cuidava de ovelhas. Um dia desses Caim ficou furioso com DEUS e com seu irmão por terDEUS se agradado só da oferta de seu irmão. Caim havia decidido mudar o culto, em vez de oferecer um cordeiro, ofereceu cereais. E DEUS não aceitou a alteração. Jamais um homem poderia mudar qualquer parte no culto que DEUS havia instituído. O Messias deveria ser representado por um cordeiro, e não por um feixe de cereais. Fora de si, Caim, no campo, atacou Abel desprevenido e o feriu em tal intensidade que morreu.
Caim fugiu dali. Mais tarde Adão e Eva encontraram o corpo de seu filho Abel. E Caim fugia, agora ele estava com medo do que lhe poderia acontecer. Essa foi a primeira morte humana da Terra. Morte em família. Era obra do inimigo. Lúcifer, agora satanás, estava por aí, e atacou a família, fazendo que um de seus membros fosse morto. Um daqueles dois em quem Adão e Eva depositavam esperança que fosse O Messias fora morto, e o outro, tornando-se um assassino, então também não poderia ser O Messias.
A tristeza tomou conta do coração do casal. Num só dia perderam dois filhos. E perderam a esperança de que um deles fosse O Salvador esperado.
A partir daquela violência a humanidade, de poucas pessoas, mudou radicalmente. Adão e Eva tiveram outros filhos. Alguns se associaram com Caim, outros seguiram a expectativa dos pais.
Aqueles que se associaram a Caim, e os filhos dele, tornaram-se, a exemplo dele, violentos. Inventaram armas de caça, e caçavam animais. E também, por qualquer motivo, matavam-se uns aos outros. E tornaram-se tão violentos que DEUS não teve mais escolha, obrigou-se a destruir a humanidade quase totalmente por meio de um dilúvio.
A Terra tornou-se violenta. E toda violência se iniciara pelo ciúmes de um irmão contra o outro. Uma violência em família. Muitas guerras, muita destruição e muita morte se originou da violência de Caim contra Abel. Nunca mais no planeta deixou de haver violência. Caim havia descoberto como deformar a criação de DEUS: pela destruição de vidas e da própria natureza. Hoje estamos em tal intensidade de violência que o planeta corre perigo de ser eliminada a vida humana.
Com tanta violência poucos ainda esperavam pelo Messias. Um deles era Noé. Esse homem, e sua família, ainda criam que O Messias viria para salvá-los.
E em nossos dias, diante de tanta violência, poucos aguardam O Salvador do mundo. Como Messias Ele já veio, agora, em breve, vira segunda vez, como Salvador.
REFLEXÃO“…porque ele vem, vem jugar a terra; julgará o mundo com justiça e os povos, com retidão” (Salmos 98:9) – NVI


Fonte: Bíblia e a Ciência/Rogério Alonso
Leia Mais ►

Qual a diferença entre os vários ‘céus’ existentes?

Tanto a ciência quanto a Bíblia afirmam a existência de três céus, sendo que sobre o terceiro, a ciência difere da Bíblia quanto a sua definição.O primeiro céu, é o céu atmosférico onde voa os pássaros; é a camada formada por gases que protege a Terra, que transmite a luz, o som e fornece o ar que respiramos (Gênesis 1:6-8).O segundo céu, é o céu sideral onde se encontram os planetas e as estrelas agrupadas em constelações, e estas em galáxias (Gênesis 1:16,17). Existem mais de 200 milhões de galáxias*, tendo em média mais de 200 bilhões de estrelas em cada uma delas.Os planetas giram em torno do sol, e este junto com as demais estrelas, giram em torno de um ponto comum no meio da galáxia. Todos os planetas e estrelas tem o seu percurso perfeitamente traçado, onde se revolvem em perfeita simetria.As galáxias também têm o seu percurso, onde giram em torno de um ponto central do universo. Os cientistas não sabem o que é este centro do universo que mantém as galáxias ligadas a ele por uma força imaginavelmente poderosa .*Contudo, a Bíblia nos afirma que este centro do universo é o terceiro céu, onde está o trono de Deus. É Deus quem comanda todas estas estrelas, planetas e galáxias, girando harmoniosamente em volta do Seu trono (II Cor. 12:2).É exatamente neste 3º céu que passaremos o milênio, período que antecede a renovação desta Terra (I Tess. 4:17; Apoc. 20).Que todos nós participemos das alegrias eternas deste “novo céu e nova Terra” “nos quais habita a justiça” (Apoc. 21; II Pedro 3:13). Nota: Site Bíblia e a Ciência  * Cientistas estimam hoje que existam mais de 200 bilhões de galáxias!

 * (Confira aqui O mistério do Grande Atrator que movimenta planetas, galáxias e constelações em velocidades estonteantes numa mesma direção).
Fonte: Bíblia e a Ciência/Rogério Alonso
Leia Mais ►

Ver a FACE de Deus guiado por seu BOOK sagrado.


Leia a Bíblia!

Através da leitura da bíblia, que é a palavra de Deus, temos uma comunhão maior com Ele,
e com isso, sentimos a presença dEle. Faça um teste, você verá como é bom sentir a 
Presença de Deus em nossas vidas.
E enquanto tiverem no Face, usem o Face para a Glória de Deus, evangelizem!
 Vamos Ganhar Almas para Jesus!
Ainda não curtiu nossa página do facebook? Clique Aqui
Leia Mais ►

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Foi por você!


"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." João 3:16


Compartilhe no Facebook! Clique Aqui
Leia Mais ►

Líder autointitulado “Jesus Cristo Homem” inicia contagem regressiva para “transformação que o tornará imortal”



O líder da seita Crescendo em Graça, José Luiz de Jesus Miranda, autointitulado “Jesus Cristo Homem” anunciou no site de sua denominação que daqui a dez dias ocorrerá uma “transformação” em seu corpo, transformando-o em imortal.



O anúncio, de acordo com informações do The Christian Post, apresenta uma contagem regressiva para a transformação: “Hoje, Deus mesmo, o único e grande Deus, o que conhece o porvir desde o princípio, Jesus Cristo Homem, anuncia que estamos em contagem regressiva para que o evento de transformação ocorra”.

Um dos bispos da denominação, que está presente em + de vinte países, incluindo o Brasil e os Estados Unidos, afirmou que “o corpo de José Luis de Jesus, que é um ser humano como você e eu, será transformado e sua carne será imortal. Ele vai ser viver para sempre. E isso vai acontecer com ele e também com todos os seus seguidores. Todos os que não creem nisso serão destruídos”.

A afirmação do bispo canadense Alex Poessy dá o contexto do “fim do mundo” anunciado pelo líder da denominação. Segundo a seita, apenas os seguidores de “Jesus Cristo Homem” sobreviverão, e terão um governo que tornará o mundo em um lugar “sem maldade, sem hipocrisia, sem engano, sem pobreza, sem enfermidade”.

Assista no vídeo abaixo, em espanhol, a despedida de José Luiz de Miranda para sua transformação:


“Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora.”  (I João 2 : 18)

Esse versículo nos diz algo muito importante, pois existem anticristos falsos (de segunda linha) e apenas um verdadeiro Anticristo .  E um desses anticristos de segunda linha é o Doutor, Pastor, Apóstolo José Luis de Jesus Miranda que em um gesto de extrema soberba decidiu ser chamado como “Jesus Cristo Homem”.

Segundo o site do JCH (tem até um reloginho) , ele será transformado pelo seu “deus” em 30 de Junho de 2012 para dar início ao “seu” reinado na terra.

A igreja Crescendo em   Graça (ou seria crescendo na  desgraça ) possui as doutrinas mais bizarras que se pode imaginar; para eles o pecado não existe e muito menos o diabo. Isso explica  a presença dessa seita apoiando as paradas gays em todo o Brasil.

O que a equipe Ganhador de Almas acha disso?

Esse cara, que auto intitula-se como "Jesus Cristo Homem", mesmo não sendo o verdadeiro "anticristo" consegue enganar a muitos, ele hoje conta com 1 milhão de seguidores, que o consideram, um líder, um pai espiritual, para ser sincero, eles consideram esse cara um deus. Só que esse cara não sendo o verdadeiro "anticristo" ele marcou 1 data para o fim do ministério dele. Agora é só aguardar essa contagem regressiva no topo, e depois teremos 1 milhão de pessoas decepcionadas, aí é só lançar as redes. Vamos ganhar essas almas para Jesus! Aqui na minha cidade tem uma igreja desse carinha, ahh mas se dia 30 de Junho nada acontecer com esse carinha.. Vamos ver se colocamos umas faixas na cidade, só para dizer a esses seguidores que o único jeito deles serem transformados, é sendo seguidor de Jesus Cristo, aquele que morreu na cruz pelos nossos pecados, o Único que é digno de toda honra e toda Glória, o verdadeiro Messias, Yeshua Hamashia! Sendo seguidores dEle, todos nós seremos transformados, logo após a ressureição dos mortos. Então é isso, só esperar o dia 1º de Julho e lançar as redes, eles precisam saber a verdade, quem é o verdadeiro Deus, quem é o verdadeiro Messias. 

Leia Mais ►

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Delete! Tudo o que te afasta de Deus!

Se alguma coisa lhe afasta de Deus, DELETE!
Busque a Deus em 1º Lugar!



Compartilhe no Facebook! Clique Aqui
Leia Mais ►

Esqueça o Passado!


"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo."
2 Coríntios 5:17



Como distinguir o novo do restaurado ou transformado, ou mesmo remodelado. Novo é mesmo novo; restaurado tem partes velhas , menos fiáveis.

A Bíblia diz que " se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo " Foi isso que Jesus ensinou a Nicodemos, em João 3 - "necessário te é nascer de novo". Não chega seres reformado ou restaurado. Precisas nascer do Espírito de Deus, para seres mesmo um filho de Deus.

Os filhos de Deus são os que nascem em virtude da Sua graça e pela fé no sacrifício remidor de Jesus. Ele pagou a nossa dívida. Ele salva-nos pela lavagem da regeneração do Espírito Santo. "A todos quantos O receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no Seu Nome" (João 1:12)." Nenhum outro nome há, dado debaixo dos céus, pelo qual possamos ser salvos", além do nome de Jesus (Actos 4:12).

Temos que nascer de novo. Temos que nascer na família de Deus (pelo Espírito Santo), para sermos filhos de Deus. Não basta sermos boas pessoas, fazermos boas obras, termos esta ou aquela religião.É preciso nascer do Espírito, mediante a fé em Jesus.

Em Cristo as pessoas não são "reformadas", mas são feitas "nova criação". Não recebem uma tinta ou um verniz, por fora, . São feitas novas criaturas pelo Seu poder de gerar de novo.

Ninguém tente enganar Deus, cobrindo-se de tinta nova - verniz, betumes, etc. . Deus é Onisciente e rejeitará todo o que não tiver nascido segundo a Sua vontade. Só esses nascidos de novo serão benditos do Pai e entrarão na posse do Reino Celestial, para viverem para sempre com Cristo.

já entregaste a tua vida a Jesus? Já clamaste a Jesus?  - Tem misericórdia de mim e salva-me, por Tua maravilhosa graça. Senhor, aumenta a minha fé, para que eu creia e seja salvo por ti.

Compartilhe no Facebook! Clique Aqui


Traduzido para Português-BR
Original de Archote
Leia Mais ►

terça-feira, 19 de junho de 2012

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Nadarkhani sentenciado à morte por ser cristão.


Pastor Cristão Youcef Nadarkhani

Está preso ilegalmente há 980 dias


Pastor Cristão, o iraniano Nadarkhani foi acusado, condenado e sentenciado à morte por apostasia - por se tornar um cristão. Quando os oficiais iranianos exigiram que ele negasse sua fé em Jesus Cristo ou morte, ele respondeu: "Eu não posso." Ele foi preso ilegalmente e separado de sua esposa e dois filhos desde 2009. 

Hoje Ele ainda está vivo por causa da pressão internacional sobre o Irã - pessoas no mundo estão levantando suas vozes, exigindo que sua vida fosse poupada. Precisamos manter essa pressão.

Como manter essa Pressão??
1º - Vamos orar diariamente por ele, para que Deus continue dando forças a ele, e para que o Irã o liberte-o.
2º - Pedir ao máximo de irmãos, familiares e amigos para orarem por ele.
3º - Compartilhando sobre isso com o máximo de pessoas possíveis, pois ele hoje só está vivo pela pressão internacional da mídia sobre o Irã, então vamos aumentar essa pressão.
                          Compartilhe no Facebook Clicando Aqui!
                                   
Você é um Cristão??
Então, poderia ser comigo, ou até mesmo com você!
Leia Mais ►

O Sangue de Cristo



Texto: Hb 9.11-22

Introdução

É inegável a importância dada na Palavra de Deus ao sangue. No Antigo Testamento Deus requereu o derramamento de sangue de animais para propiciação (cobertura) de pecados. Todos esses sacrifícios apontavam para o futuro e prefiguravam a morte de Cristo. No Novo Testamento vemos que Cristo ofereceu um sacrifício perfeito e permanente em favor de todos os homens. 
Quando se fala no sangue de Cristo, mais que uma referência ao líquido vermelho em si, a referência é ao sacrifício realizado por Jesus em nosso favor. A aplicação do sangue de Cristo é o processo de regeneração efetivado pelo Espírito Santo na vida do crente, com a conseqüente imputação dos nossos pecados a Cristo e de sua justiça a nós.
Muitos crentes afirmam com confiança que “o sangue de Jesus tem poder”, mas afinal, qual o real significado do sangue de Jesus para nós cristãos? Que benefícios nós alcançamos diante de Deus através do sangue de Jesus? 
Estes benefícios advêm de uma obra já realizada ou a cada necessidade de proteção devemos clamar pelo sangue de Jesus ou pedir que Ele nos cubra com o Seu sangue?
Vemos na Bíblia que pelo sangue de Jesus nós alcançamos:

Vida Eterna Abundante

O sangue de Jesus tem o poder para remover a culpa que pesava sobre nós, cancelando toda sentença de morte eterna que trazíamos. Jesus declarou que o seu sangue traz vida (Jo 6.53,54). Assim como a vida física reside no sangue (Gn 9.4; Dt 12.23), também a vida espiritual só recebe aquele que tem parte no sangue de Jesus, ou seja, aquele que crê que o seu sacrifício pode nos salvar, nos dar a vida eterna (Jo 6.47).
O homem no pecado está morto, mas Deus lhe dá vida em Cristo, por Sua graça (Ef 2.4-6). Cristo é a vida e somente Ele pode dar vida eterna ao homem que estava morto espiritualmente (Jo 11.25; 14.6; Ap 21.6).

Reconciliação com Deus

O sangue de Jesus promoveu a reconciliação entre Deus e o homem, restabelecendo a comunhão e a paz que estavam perdidas (Cl 1.20). Este sangue nos aproximou de Deus (Ef 2.13), quebrando a barreira de separação, o pecado, que nos mantinha afastados dele. 
Pelo sangue de Cristo, que foi derramado na cruz, temos agora acesso a Deus com confiança (Hb 10.19; Ap 22.14). Podemos nos aproximar de Deus com total confiança, pois não o fazemos baseados nos nossos méritos, mas sim na eficácia do sacrifício de Jesus. Na velha aliança o sumosacerdote entrava no Santo dos Santos uma vez por ano apenas, levando o sangue da expiação – sangue de um carneiro e de um novilho, a serem oferecidos pelos seus próprios pecados e pelo do povo (Lv 16.11-17). Ele necessitava purificar-se antecipadamente, mas havia sempre o temor de entrar na presença santa de Deus. No entanto, como Cristo entrou uma vez no Santíssimo lugar levando Seu próprio sangue e proporcionando um sacrifício eterno, o crente em Jesus tem acesso irrestrito e sem medo, sempre, por causa do sangue de Cristo que nos purifica.
O acesso ao Santo dos Santos era restrito (Lv 16.2). O véu espesso que o separava do santuário era uma barreira entre Deus e o povo. Mas quando Jesus derramou seu sangue, este véu foi rasgado de alto a baixo (Mc 15.38).

Santificação, libertação dos pecados

A Bíblia afirma com muita ênfase que o sangue de Cristo é suficiente para nos purificar de todo pecado e de toda injustiça (1 Jo 1.7,9). Cristo, pelo seu sangue, nos libertou da escravidão do pecado (Ap 1.5; Rm 6.14). 
O sangue de Cristo é a causa meritória ou adquiridora da nossa santificação . Somos declarados santos com base neste sangue, ou seja, na obra de Cristo. Somos lavados neste sangue, ou seja, somos purificados dos pecados cometidos contra Deus e declarados limpos, justos e santos diante dele (Hb 13.12; Ap 7.14; Rm 5.9).
O sangue de Jesus não só nos tira de uma condição de pecadores condenados, como também nos habilita a vivermos a nova vida, libertos da culpa e das influências da velha natureza que antes governavam nossas atitudes, palavras e pensamentos, pois purifica a nossa consciência das obras mortas, ou seja, dos hábitos e vícios que nos levavam à morte eterna (Hb 9.13,14; 1 Pe 4.1,2). Assim como na Lei de Moisés o sangue de animais e a cinza de uma novilha podiam tornar um homem cerimonialmente limpo, o sangue de Jesus nos torna moralmente limpos diante do Senhor. O ritual veterotestamentário apenas garantia limpeza exterior, mas o sacrifício de Cristo nos limpa interiormente.
Para sermos limpos por este sangue não precisamos pedir que o sangue seja derramado sobre nós, pois ele já foi derramado de uma vez por todas, mas precisamos confessar os pecados e arrependermos deles (1 Jo 1.7; At 3.19).

Redenção da nossa alma

O Novo Testamento muitas vezes liga o sangue de Cristo com nossa redenção. Por exemplo, Pedro diz: “... sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo” (1Pe 1.18-19) .
O sangue do Cordeiro de Deus pagou a Deus o preço pela redenção de todo homem (Ap 5.9). Aqueles que pertencem à sua igreja foram comprados com o seu sangue (At 20.28). Por meio do sacrifício de Cristo Deus fez uma nova aliança com o homem, na qual os pecados são remidos (Mt. 26.28). As nossas ofensas foram pagas pelo sangue de Cristo, oferecido pela graça de Deus (Ef 1.7; Cl 1.14).
O escritor da epístola aos Hebreus afirma categoricamente que “sem derramamento de sangue não há remissão” (9.22), mostrando a imperiosa necessidade da morte de Cristo para perdão dos pecados da humanidade (Mt 26.28).

Vitória sobre Satanás

Em Ap 12.11 a Palavra mostra que os crentes venceram a Satanás “por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram”. O sangue de Cristo nos garante vitória contra o inimigo. Satanás foi vencido pelo sangue de Jesus, pela sua morte (Hb 2.14) e a única coisa que temos que fazer é nos lembrar disso quando estivermos vivendo debaixo de ataque e acusação.
Constantemente "invocamos o sangue" como um tipo de fórmula mística de proteção. Mas este não é um termo das escrituras. Nós já fomos comprados pelo sangue, já fomos salvos pelo sangue, já somos mais do que vencedores por meio de Jesus Cristo (Rm 8.37). Não precisamos pedir: “me cobre com o teu sangue, Jesus”, pois esta cobertura já foi efetuada e ela não perde o seu valor.
Qual é então a palavra do testemunho? É simplesmente esta: "Eu acredito no sangue! Eu comprovo o poder vencedor do sangue de Jesus e proclamo sua vitória total!". O sangue de Jesus Cristo não é algo "que tem um poder mágico", ou como "um talismã", mas a prova do sacrifício que nos garante a vitória, se clamarmos por ele, se o invocarmos. 
Nossa salvação está em olharmos firmemente para o Senhor Jesus, reconhecendo que o Sangue do Cordeiro já solucionou toda a situação criada pelos nossos pecados.
É bem verdade que Jesus ensinou-nos a orar pedindo: “não nos deixe cair em tentação, mas livrai-nos do mal” (Mt 6.13) e também mandou que orasse para que “a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado” (Mt 24.20), o que nos mostra que podemos e devemos orar por livramentos e socorros da parte de Deus, mas quanto à ação do inimigo sobre os filhos de Deus, o apóstolo João declara: “o maligno não lhe toca” (1 Jo 5.18). O próprio Senhor nos guarda e intercede por nós pedindo ao Pai que nos guarde sempre (Jo 17.11,12) e Ele é poderoso para fazê-lo (Jd 24).

Conclusão

O sangue de Jesus é a garantia da nossa vida eterna, do nosso acesso a Deus, da nossa redenção e santificação, além de nos dar vitória sobre o inimigo. Podemos sempre confiar na eficácia deste sangue para nos conceder estes benefícios de forma permanente. Não precisamos “invocar” o sangue de Cristo ou pedir que ele nos cubra, pois esta obra já foi consumada por Cristo na cruz.
Devemos agradecer a Cristo por seu sangue que foi vertido em nosso favor e jamais desprezar ou considerar insuficiente este sacrifício realizado por Cristo para nossa salvação (Hb 10.29)
.

Fonte:  Kleber Maia / Livro Doutrinha Prática

Ainda não curtiu nossa página do facebook? Clique Aqui
Leia Mais ►

domingo, 17 de junho de 2012

No céu nós poderemos voar com os anjos?

A Bíblia não nos revela detalhes sobre este assunto. Em Deuteronômio 29:29 podemos ler que: As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.
Mas também lemos em 1 Coríntios 2:9, que: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.
Sendo assim, o mais importante é irmos para o céu, pois lá saberemos se vamos voar ou não. Tenha certeza que o Céu reservará muitas surpresas para os filhos de Deus.
Fonte:  Rádio Novo Tempo/Rogério Alonso

Leia Mais ►

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Não há nada que possa fazer para impressionar Deus!


o texto abaixo foi publicado no blog Púlpito Cristão, por concordar com a mensagem  do irmão  Gutierres Siqueira, resolvi republicar aqui no blog  Ganhador de Almas.
espero que vocês gostem !!!




Por Gutierres Siqueira
“O que buscamos quando buscamos a Deus?” [Agostinho de Hipona]
Orações, preces, sacrifícios, adoração, lamentações… Não há nada que possamos fazer para deixar Deus impressionado. Não há nada que “mova o braço de Deus”. Deus não é um ídolo-pagão alimentado por sacrifícios e agrados. Deus de nada necessita, absolutamente nada. É necessário repetir: a nossa bênção não depende daquilo que fazemos, mas sim da misericórdia e bondade do Senhor.
Mas a Bíblia não está cheia de advertências do tipo “faça isso e terás aquilo”? É verdade, mas aí não está toda a verdade. Em uma leitura apressada e superficial das Escrituras temos a impressão que a relação com Deus é uma espécie de “causa e efeito”. O Livro de Jó, talvez o manuscrito mais velho do Antigo Testamento, já mostra que a relação com Deus não é mercantil, ou seja, não é simples “toma lá, dá cá”.
Jó era justo. Quem assim testemunhou foi o próprio Deus, mas ainda assim Jó sofreu as maiores dores e privações que um homem pode suportar. Não é à toa que os promotores do “Evangelho da Prosperidade” tentam a todo custo desqualificar a Jó. À semelhança dos amigos de Jó, os pregadores da prosperidade não compreendem como alguém justo pode sofrer tanto! Eles pensam: “Deve ter algum pecado escondido”!  Ao pensar assim desprezar a realidade que o justo (aliás, o justificado) pode sofrer! Ora, pelos menos os amigos de Jó não conheceram a história de Cristo, mas os pregadores da prosperidade desprezam a sacrifício do Senhor.
Asafe lamentou a prosperidade dos ímpios (cf. Salmo 73) e outros tantos servos de Deus sofreram barbaridades, mesmo sendo homens “dos quais o mundo não era digno” (Hebreus 11.38). Como alguém que diz ler as Sagradas Escrituras pode se escandalizar com a frase verdadeira de Larry Crabb, que disse: “Nossa maldade não é um empecilho para a bênção, assim como nossa bondade não é condição para sermos abençoados”.
Não se deve orar, adorar, louvar ou lamentar em busca de uma recompensa, mas sim movidos pelo amor ao Senhor. Quão vã é a atitude daqueles que confundem o Deus Todo-Poderoso com um ídolo-pagão “comprado” com uma prece automatizada. Quem confunde Deus com um ídolo nada entendeu sobre a graça divina.
A pergunta de Agostinho, que abre este texto, nos leva a uma profunda reflexão. O que buscamos quando buscamos a Deus? Autossatisfação, bênçãos e mais bênçãos, uma vaga no céu, segurança e prosperidade material? Quão pobre isso é! Ou estamos buscando a Ele porque o amamos e queremos desfrutar de sua companhia? Quão excelente isso é! Que o Senhor nos dê graça!
A Bíblia chama Deus de pai, amigo, noivo e senhor, mas nunca chama de comerciante. Infelizmente, Deus é pregado como um trocador de mercadorias e não como aquilo que Ele é: Pai, Amigo, Noivo e Senhor.
Ainda não curtiu nossa página do facebook? Clique Aqui
Leia Mais ►

Mesmo quando não vejo, Deus está comigo!


"Deus cuida de mim
Mesmo que eu não veja
Mesmo que eu não perceba
Deus cuida de nós
Não há o que temer e nem desanimar

Deus está comigo
Porque Ele me ama
Deus está contigo
Porque Ele te ama
Deus está conosco
Ele tem cuidado de nós

Deus cuida de Mim!"


Ainda não curtiu nossa página do facebook? Clique Aqui
Leia Mais ►

terça-feira, 12 de junho de 2012

Esperar é Amar!


Espere o Casamento!
Se você consegue esperar, então você ama!

Ainda não curtiu nossa página do facebook? Clique Aqui
Leia Mais ►

Feliz Dia dos Namorados!

Já deu parabéns para seu namorado(a)?
Comece compartilhando no Facebook, Clicando Aqui
Já disse Te Amo hoje? Não Esqueça!



Leia Mais ►

Três mensagens de um povo para o mundo


Quando olhamos para o mundo à nossa volta, o que é que vemos? Problemas a toda a volta: economia, pobreza social, catástrofes naturais, guerras, doenças mortais, ameaça de armamento nuclear, abuso de crianças, aumento do crime, moralidade da sociedade, etc. É precisamentepara este mundo que o livro de Apocalipse apresenta uma solene mensagem:

E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo. Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. E outro anjo seguiu, dizendo: Caiu, caiu babilônia, aquela grande cidade, que a todas as nações deu a beber do vinho da ira da sua prostituição. E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão, também este beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro. E o fumo do seu tormento sobe para todo o sempre; e não têm repouso nem de dia nem de noite os que adoram a besta e a sua imagem, e aquele que receber o sinal do seu nome. Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.” (14:6-12).

Diz o texto que se vêm anjos voando pelo céu. Será que estas mensagens são trazidas por três anjos literais que rodeiam a Terra a grande velocidade, gritando para toda a gente ouvir?

Na Bíblia, “anjos” (literais) são descritos como ajudantes do ser humano na proclamação de uma mensagem. Eles são mensageiros celestiais auxiliando seres humanos que voluntariamente de dispõem para essa obra.

Em Apocalipse 1:1-3 lemos:

Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo; o qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto. Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.

A sequência que aqui reparamos, é: Deus deu a Jesus para mostrar a Seu servo – Jesus diz a João a mensagem – João dá a mensagem à igreja (v. 4: “João às sete igrejas…”) – a igreja dá a mensagem ao mundo.

No grego, língua usada para composição do Novo testamento, a palavra para anjo é “angelos”, que quer dizer “mensageiro”, havendo várias pessoas na segunda parte da Bíblia que sãotratadas por “anjo” (ou palavras derivadas), sempre no contexto de “mensageiros”.

a) Mateus 11:10 – João Batista (“diante da Tua face envio o meu anjo, que preparará diante de Ti o Teu caminho”);
b) Gálatas 4:14 – Paulo ("me recebestes como anjo de Deus”);
c) Filipenses 2:25 – Epafrodito (“seu enviado”);
d) Tiago 2:25 – espias em Jericó ([Raabe] “recolheu os emissários”);

Deus não entregou a pregação do evangelho a anjos literais, a seres celestiais. Essa obra épara os seres humanos executarem, ajudados pela hoste angélica. Foram eles, os humanos, os que foram comissionados em Mateus 28:18-20:

E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.

“Ide e fazei discípulos” – sinceramente, não percebo muito de pecuária; mas sei que o Pastor cuida das ovelhas, mas não as produzovelha é que gera ovelhadiscípulo gera discípulo.

Um gato pode produzir um gato; uma abelha pode produzir uma abelha; um papagaio pode produzir um papagaio; por todo o reino animal, é assim. E, um homem pode produzir um homemum redimido pode produzir outro redimidoum anjo (literal), não pode produzir um redimido – porque um anjo (literal) não é um redimido.

Outra evidência: em Atos 8:26, comprova-se que os anjos celestiais auxiliam os seres humanos na proclamação da mensagem, quando Filipe foi instruído por um anjo a encontrar-se com o eunuco etíope.

Os anjos entregam a mensagem e auxiliam no desempenho da missão – mas os homens é que proclamam a mensagem. E assim também acontece com as mensagens de Apocalipse 14.

Note-se que Jesus tinha vários discípulos e deu a comissão evangélica a todos – não apenas aqueles que, supostamente, eram mais capazes, mas sim a todos os membros da igreja. Assim,nenhum membro está excluído da convocação que o próprio Senhor fez.

No verso 6 lemos que o anjo “voava pelo meio do céu” – por aqui vemos que se trata de umamensagem de origem celestial, pois na Bíblia, o que vem de cima (ar, céu) é de Deus; o que vem de baixo (mar, terra, abismo) é sempre de Satanás.

Colossenses 3:2 diz “pensai nas coisas que são de cima e não nas que são de baixo”. Tiago 3 fala de uma sabedoria que "não vem do alto", mas também de uma “sabedoria que vem do alto”. Ainda em Apocalipse, percebemos claramente este mesmo conceito de mensagem celestial, divina: “videscer do céu outro anjo” (18:1) – se desce, é porque, mais uma vez, vem de cima.

No verso 7 é dito que o mensageiro deve anunciar “com grande voz”. A palavra no grego para esta expressão é “megaphone”, facilmente entendida nas suas derivações para a língua portuguesa.

Aqui não há demasiada diplomacia ou o politicamente correto. Há lugar, sim, à pregação da mensagem – as consequências e resultados ficam sempre à responsabilidade de Deus. Repare no pormenor da ordem de Jesus em Mateus 10:27:

O que vos digo em trevas dizei-o em luz; e o que escutais ao ouvido, pregai-o sobre os telhados.

Voltando a Apocalipse 14, vemos também que os anjos voavam. A que velocidade voa um anjo? (Em profecia, “asas” – que são necessárias ao voo – indicam ação veloz.) Vejamos Ezequiel 1:13-14 (contexto: seres viventes que representam a hoste angélica).

E, quanto à semelhança dos seres viventes, o seu aspecto era como ardentes brasas de fogo, com uma aparência de lâmpadas; o fogo subia e descia por entre os seres viventes, e o fogo resplandecia, e do fogo saíam relâmpagos; E os seres viventes corriam, e voltavam, à semelhança de um clarão de relâmpago.

O texto menciona “clarão de relâmpago”, indicando a velocidade da luz, que é a mais rápida velocidade humanamente conhecida (teoria que já é debatível); não se refere a velocidade de caracol, lentidão na exposição da mensagem.

Encontramos outra evidência desta imagem da velocidade dos anjos em Lucas 10:18, referindo-se ao principal anjo da hoste caída: “e disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu”.

Às vezes temos tendência para nos justificarmos com frases do tipo: “cada um tem o seu tempo” e outras semelhantes; mas o texto bíblico indica uma proclamação a toda a velocidade.

Contudo, e curiosamente, há uma velocidade ainda superior à da luz que é mencionada na Bíblia, associada a velocidade angelical!

Em Daniel 9, o profeta queria saber acerca da profecia das 2.300 tardes e manhãs. Gabriel, o anjo,deixou o trono quando Daniel orava e antes que a oração acabasse, Gabriel estava ao lado dele.

Estando eu, digo, ainda falando na oração, o homem Gabriel, que eu tinha visto na minha visão ao princípio, veio, voando rapidamente, e tocou-me, à hora do sacrifício da tarde. Ele me instruiu, e falou comigo, dizendo: Daniel, agora saí para fazer-te entender o sentido.” (Daniel 9:21-22)

Não consigo saber que distância se precisa percorrer para um trajeto do céu até Babilónia; mas se Gabriel chegou ao destino antes mesmo de Daniel terminar a oração, não me custa acreditar que ele se deslocou mais rápido do que a luz

As mensagens de Apocalipse 14 são de âmbito mundial, global, não restrito ou exclusivo, pois no verso 6 lemos que se destinam “aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação e tribo e língua e povo”.

Os dispensacionalistas, cristãos protestantes conservadores, principalmente residentes da América do Norte, acreditam no chamado arrebatamento secreto. Dizem que Apocalipse capítulos 4-19 é apenas para os judeus no Médio Oriente, para o tempo de tribulação que virá, depois da igreja ser secretamente arrebatada. Mas, o verso 6 diz “a toda a nação e tribo e língua e povo”, o que desde logo começa a desmontar aquela argumentação!

Esta noção de globalidade já tinha sido predita, por Jesus:

E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” (Mateus 24:14)

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Marcos 16:15)

Pregar o evangelho é levá-lo a todas as pessoas de todo o mundo, trazendo o máximo possível de pessoas para o campo de Deus, encontrando salvação. Isto porque, Satanás criou uma contrafação para as mensagens dos três anjos de Apocalipse 14, que também leva a todo o mundo, criando perdição. Veja Apocalipse 16:13-14:

E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta vi sair três espíritos imundos, semelhantes a rãs. Porque são espíritos de demónios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis da terra e de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo-Poderoso.”

O que são espíritos imundos? Quando Jesus expulsou espíritos imundos (Lucas 4:33-36), o que eram eles? Eram demónios. E o que são demónios? São anjos caídos.

Então, fica provado que Satanás também tem três mensagens angélicas. O verso 14 deixa bem claro que estes demónios vão “ao encontro”, primeiramente dos reis e, depois, de todo o mundo – o que demonstra alcance global. E sobre estes espíritos demoníacos diz que, saem “da boca”. E o que sai da bocaPalavras, proclamação (de uma mensagem)!

Qual o propósito? Pois bem, se as mensagens dos três anjos têm o propósito de arregimentar para Deus, as mensagens dos três demónios têm o objetivo de arregimentar para Satanás, contra Deus.

E, reforçando, porque razão Deus quer que os Seus mensageiros vão por todo o mundo? Porque Babilónia, o grande sistema de erro e engano, controla as pessoas de todo o mundo. E elas precisam ser advertidas!

Um pouco mais à frente no oráculo profético do livro de Apocalipse 17:1, fala-se de uma prostituta que está “assentada sobre muitas águas”.

Ora, normalmente, quem “se assenta” é o monarca, o rei, o governador.  E o que são “muitas águas”? O verso 15 esclarece que “as águas que viste onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações e línguas”. Assim, essa mulher adúltera reina, exerce poder sobre muita gente, de todas a partes da terra – por isso se faz menção a nações e línguas.

Mais uma vez comprovamos a frequente e recorrente estratégia de Satanás: para tudo o que Deus faz, Satanás contrafaz. Veja outras evidências.

a) A Divindade é composta por três entidades distintas; Satanás também tem a sua trindade: dragão, besta e falso profeta;
b) No Calvário, Jesus recebeu um ferimento mortal e ressuscitou; a besta semelhante a leopardo foi ferida de morte e depois recebeu a cura;
c) O nome de Cristo em hebraico, Miguel, quer dizer “Quem é semelhante a Deus?”; as pessoas que adoram a besta perguntam: “Quem é semelhante à besta?”;
d) A besta semelhante a cordeiro é chamada de falso profeta, uma contrafação do Espírito Santo, o outorgador da verdadeira profecia. Em João 16 o Espírito Santo conduz-nos a toda a verdade e à adoração a Deus; o falso profeta ensina mentiras e persuade as pessoas a adorarem a besta;
e) Deus criou o homem à Sua imagem e deu-lhe vida; a trindade satânica cria uma imagem à besta, um membro da trindade satânica concede vida à imagem da besta;
f) Deus oferece-nos identificação com o seu selo, sinal; Satanás oferece a marca da besta.

Este grupo de pessoas que estão enganadas pelas mentiras do inimigo de Deus é precisamenteo mesmo grupo a quem devem ser pregadas as três mensagens de Apocalipse 14! Estãodominados pela grande prostituta, precisam ser advertidos para a salvação.

A mensagem sugerida é para resgatar essas nações do pecado, do poder opressor que as domina: “sai dela povo Meu” (18:4). Este é o apelo final de Deus a todo o mundoantes do encerramento do tempo da graça – as mensagens dos três anjos.

O que sucede após o fim da proclamação do terceiro anjo (v. 12)?

Logo de seguida, ainda há uma voz que profere uma bênção especial desde o céu (v. 13) sobreaqueles que ouvem e atendem as mensagens. Depois, no verso 14 temos uma breve descrição da volta de Jesus: “eis uma nuvem branca, e assentado sobre a nuvem um semelhante ao Filho do homem, que tinha sobre a sua cabeça uma coroa de ouro”.

Por isso, as três mensagens de Apocalipse 14 são mesmo o último e definitivo apelo de Deus a um mundo que se aproxima do final.

Quais entre as três mensagens – celestiais ou demoníacas – vamos aceitar? Esta é a pergunta à qual todas as pessoas terão de responder! Mas antes, é preciso que os mensageiros as proclamem com toda a força!

Fonte: O Tempo Final
Leia Mais ►