Coloque no seu Site

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

ATITUDE DE CRISTÃO

GALATAS CAPITULO 5 VERSO 25

Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito.




Como tem se saído em sua vida como cristão? Nosso mundo não facilita as coisas. Há muitas formas e muitas oportunidades para alimentarmos nossa humanidade caída, nossa infidelidade, maldade, ira, ódio, ambição egoísta, inimizade, materialismo, consumismo e a lista não está nem perto de acabar. Viver nossa condição de pecadores incapazes de lidar consigo mesmos é lugar comum. Todos temos os pés de barro e o telhado de vidro. Mas podemos melhorar. Podemos superar nossa condição e manifestar um novo padrão de vida. Podemos por causa do amor de Deus e de Sua presença em nossa vida. Jesus veio nos trazer vida abundante, vida plena (Jo 10.10). O Espírito Santo é Sua presença poderosa em nossa frágil vida. Ele nos envolve em Seu amor e isso nos fortalece.
O Espírito Santo nos dá vida. Ele nos ajuda a confiar no amor de Deus diante da manifestação de nossos mais vergonhosos pecados. Ele não diz que o pecado não é pecado. Ele nos faz perceber que somos amados apesar dos nossos pecados e nos conduz ao arrependimento e ao perdão. Ele nos ajuda a entender que, por meio de Cristo, somos adotados como filhos amados de Deus (Ef 1.5; Rm 8.15). Podemos viver em comunhão, chamando Deus de Papai. Como o filho pródigo, também temos em Deus o Pai que nos espera voltar da queda, de braços abertos e atitudes que restauram a vida que jogamos fora por causa do pecado (Lc 15.20-23). Por causa de Cristo já temos um Lar. Esse lar é  mais que um lugar, é a presença de Deus que podemos desfrutar em todo lugar, todos os dias. Uma presença que, por enquanto, disputa espaço em nossa vida com outras presenças, pois nosso mundo não vive da presença de Deus!


Mas todo que crê e compromete-se com Cristo, recebe o Espírito Santo e, mesmo com todos os desafios de um mundo orientado pela queda, pode viver uma nova vida orientada pela redenção. É assim que os filhos de Deus se manifestam. Não pelo orgulho religioso que separa, mas pela virtude cristã que nos faz missionários, anunciadores
de um jeito novo de ser e viver. Tudo como fruto de se saber amado e aceito, de aprender a desfrutar a bendita presença de Deus por meio do Espírito Santo. Algo que o medo do castigo ou o temor da condenação jamais poderão produzir. Se recebemos a vida pelo Espírito, fortalecidos vivamos manifestando as marcas de Sua presença.



Nenhum comentário:

Postar um comentário